AJUDE A MANTER O BLOG, CLIQUE NAS PROPAGANDAS

QGOG perfura para a Ouro Preto no Parnaíba.

A Ouro Preto e a Queiroz Galvão Óleo & Gás assinam nesta segunda-feira contrato de afretamento da QG-2, sonda terrestre que ficará responsável pela perfuração de três poços na Bacia do Parnaíba. A empresa de serviço apresentou o menor preço na licitação da petroleira em novembro, mas em função de questões burocráticas somente agora o contrato será formalizado. Os poços serão perfurados nos blocos PN-T-137 e PN-T-165, localizados no Piauí, e PN-T-114, no Maranhão, todos adquiridos na 11ª rodada. As três perfurações exigirão investimentos totais da ordem de US$ 15 milhões. A campanha está programada para ter início em junho, logo após o término do período de chuvas na região. A partir de maio, a Ouro Preto dará início à construção da primeira base de apoio à perfuração. Como as distâncias entre as locações são grandes, será instalada uma base para cada poço. A mobilização da QG-2 terá início em fevereiro e será feita por balsa e carretas. Os poços estão sendo projetados para atingir intervalos de até 2,5 mil m. A QG-2 está parada no Solimões. Além desses três blocos, a OP opera outros quatro blocos na Bacia do Parnaíba (PN-T-151, PN-T-65, PN-T-145 e PN-T-162) e mais áreas offshore em Barreirinhas, o BAR-M-387.